Conheça as brasileiras que sequenciaram o genoma do coronavírus

Em uma verdadeira corrida contra o tempo, o Brasil bateu recorde na descoberta do genoma do novo coronavírus. Enquanto os outros países, que têm casos da doença confirmados, demoraram cerca de 15 dias para fazer a descoberta do vírus na região, o Brasil levou dois dias. E por trás de muito estudo e precisão no diagnóstico está uma equipe de pesquisadores que liderada por mulheres.

Ester Sabino, diretora do Instituto de Medicina Tropical (IMT) da USP à Agência Fapesp; Jaqueline Goes de Jesus, pós-doutoranda na Faculdade de Medicina da USP e bolsista da agência de fomento Fapesp e Claudio Tavares Sacchi, responsável pelo Laboratório Estratégico do Instituto Adolfo Lutz. Ester coordena o Centro Conjunto Brasil-Reino Unido para Descoberta, Diagnóstico, Genômica e Epidemiologia de Arbovírus (Cadde), que estuda em tempo real epidemias como dengue e Zika. Segundo ela, o objetivo do trabalho é produzir respostas que ajudem os serviços de saúde em testes diagnósticos e no desenvolvimento de vacinas.

A equipe de Ester Sabino treinou pesquisadores desde o primeiro caso na Itália para usar uma tecnologia de sequenciamento chamada MinION, que já é usado para monitorar a evolução do vírus Zika nas Américas.

O genoma carrega as informações hereditárias do vírus codificadas em seu DNA. “Ao sequenciá-lo, ficamos mais perto de saber a origem da epidemia. Sabemos que o único caso confirmado no Brasil veio da Itália, contudo, os italianos ainda não sabem a origem do surto, pois ainda não fizeram o sequenciamento de suas amostras. Não têm ideia de quem é o paciente zero e não sabem se ele veio diretamente da China ou passou por outro país antes”, disse Ester Sabino, diretora do Instituto de Medicina Tropical (IMT) da USP à Agência Fapesp.

 

Texto: Gabbriela Veras | Ascom Mulheres Republicanas Nacional

Fonte: Portal Fórum e Ministério da Saúde

 

 

Envie seu material para a nacional do Mulheres Republicanas,  através do e-mail pautas@mulheresrepublicanas10.org.br .  Conte pra gente as ações que as republicanas, estão realizando em sua região, será interessante divulgar essas atuações no nosso portal.